[ Inicio ] [ Hacking ] [ CTFs ] [ Rant ]
.:: Brenn0 Weblog ::.

Título : Não há dia fácil (Livros que eu mandaria você ler
Autor : brennords
Data : 21/11/2013
            

Lançado no ano passado, Não há dia fácil (no original: No easy day) conta em variados detalhes, do ponto de vista de um dos Navy Seals que participaram, como foi a missão que localizou e executou o famoso terrorista Osama Bin Laden. Assim como detalha muito bem como é o dia a dia de um soldado que participou ativamente da guerra contra o terrorismo em regiões do oriente médio.

Confesso que o livro me surpreendeu. O peguei para ler por curiosidade porque o nome me atraiu (mais tarde vim descobrir que “Não há dia fácil” é meio que um lema dos Seals) e após começar, não conseguir parar.

não-há-dia-fácil

É um assunto que instiga a curiosidade. Todos sabem quem foi Osama Bin Laden e nunca esquecerão de onde estavam no dia 11 de setembro de 2001, assim como boa parte também não vai esquecer do dia em que o presidente Barack Obama anunciou a morte do mesmo. Sendo assim, após ler as primeiras páginas e descobrir que o livro tratava desse assunto, e ainda por cima escrito com a ajuda de um cara que esteve lá, que foi um dos primeiros a ver o Bin Laden sangrando no chão… É, o livro me conquistou.

De início não vamos direto a famigerada missão. Participamos de várias outras e é tudo retratado de uma maneira tão detalhada que acredito que só seria possível escrever daquela forma com a ajuda de alguém que viveu aqueles momentos, que foi um Seal. E ainda por cima, esse Seal teve a ajuda de um jornalista (Kevin Maurer), o que fez com que o livro fosse muito (realmente muito) bem escrito. Me senti dentro dos cenários descritos a todo momento enquanto lia.

Fora o relato da missão “Operação Lança de Netuno”, o que mais me impressionou foi o relato dessa missão aqui: http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL1082366-5602,00.html

O livro tem a cara e um jeito de thriller de ação, mas todos nós sabemos que a leitura fica ainda mais inspirada quando sabemos que foi tudo baseado em fatos reais.

Não há dia fácil é um daqueles livros que você não consegue parar de ler (li as 280 páginas em dois dias e me senti triste por ter chegado ao fim). Foi bom acompanhar o Mark Owen (nome fictício do membro dos Seal que ajudou com o livro) com seu nacionalismo que muitas vezes fez dele um marido/filho/irmão ausente por missões e tiroteios. Esse nacionalismo deles (os americanos) sempre me impressionou e vocês verão mais sobre isso no livro.

Ha, e o livro ainda contém algumas fotos de armamentos desse soldado, alguns equipamentos e também veículos, isso só deixou minha imaginação mais agitada enquanto eu lia.

Pra quem curte esse tipo de história militar ou é curioso, esse livro não vai desapontar em nenhum momento da leitura.

Segue um trecho do início do livro em PDF: http://www.companhiadasletras.com.br/trechos/88015.pdf

Para quem se interessar, no dia em que escrevi esse post o livro estava custando 24 reais na livraria Saraiva: http://www.livrariasaraiva.com.br/produto/4199306