[ Inicio ] [ Hacking ] [ CTFs ] [ Rant ]
.:: Brenn0 Weblog ::.

Título : Meu primeiro semestre em um curso EAD de Sistemas
Autor : brennords
Data : 29/06/2015
            

Há quase seis meses, escrevi neste blog esse texto: “Cursando EAD de Sistemas da Informação - Expectativas”. Então, duas semanas após essa postagem, abandonei meu compromisso de publicar algo novo todos os sábados.

E isso não foi uma coincidência, senhores.

Entrei de cabeça nessa coisa de cursar uma faculdade. Confesso que a preguiça de vir aqui toda semana também tem uma parcela de culpa, mas ter levado a sério meu primeiro semestre como aluno do ensino superior é a maior razão pelo hiato de posts.

collegesenior

Como forma de redenção, venho relatar como foi essa experiência. E também acho legal poder escrever sobre o assunto da modalidade da Educação a Distância, já que quando comecei não achei muita coisa útil.

Antes de realmente começar, vai aí algum contexto:

Sou aluno da instituição de ensino superior privada conhecida como Universidade Estácio de Sá. Mas vá já parando de pensar em me enviar phishing da Cielo por achar que sou rico. Só posso ser aluno da Estácio porque descolei uma bolsa pelo Prouni.

É lá que faço o curso superior de Sistemas da Informação na modalidade EAD.

Agora que já sabem de onde estou falando, vamos de fato a minha experiência após esse primeiro semestre.

O primeiro contato

Com meu número de matrícula e senha, fui até o http://portal.estacio.br/. Assim que consegui o acesso, me deparo com a página inicial.

1

Achei tudo bem intuitivo e logo cliquei na visível opção que me permitiu conferir o manual do aluno. Foi nele que descobri que essa página inicial é meu “Campus Virtual”. É nela que eu agendaria provas, atendimentos, verificaria notas, renovaria matricula, consultaria o acervo da biblioteca… Essas coisas que vocês podem sacar na foto.

No manual também descobri que para acessar minhas aulas, seria preciso ir em outro endereço. Esse endereço seria o http://estacio.webaula.com.br/.  Entrando nessa página, usei minha matrícula e senha para logar novamente e encontrei esta página inicial:

2

Na época, esse slide central de notícias continha um link para o manual do aluno EAD. Nele encontrei muita informação útil e tive uma ideia geral de como tudo iria funcionar.

Mas vamos logo a prática

Eu poderia passar bem mais tempo descrevendo em detalhes todo o sistema, mas deixo essa tarefa para os manuais. Deixe-me tecer uns comentários sobre minha experiência prática que prometo que este post fica menos chato.

Durante o primeiro mês estava adorando a nova forma de estudar. Sem precisar sair de casa? Sem ter que encarar a faculdade? Uma beleza!

635572235021565930-304000212_crazy-cat-lady-meme-generator-i-love-online-classes-i-never-have-to-leave-my-cat-97c531.jpg

As cadeiras são formadas por 10 aulas. Para cada aula, há um conteúdo em texto (não tipo um livro, são mais slides interativos), uma vídeoaula que dura de 30 a 50 minutos, dependendo do professor, e no fim um questionário. Em muitas aulas dispensei a vídeoaula e fiquei apenas com o conteúdo textual. Pelo que aprendi, eles não se completam. O professor apenas explica e, normalmente, põe em prática o que foi ensinado nos textos. Creio que a decisão sobre dispensar as aulas em vídeo seja pessoal e também dependa de que cadeira estamos falando. Por exemplo, dispensei os vídeos de fundamentos de sistema da informação porque os assuntos são completamente teóricos, mas aproveitei muito os de lógica matemática, que cobra bem mais prática que teoria.

As qualidades das vídeoaulas são OK. Nada super, ultra, mega HD, claro, mas não é nada que atrapalhe.

Gostei do player usado para a reprodução dos vídeos. Ele divide a tela em duas, mostrando o professor de um lado, e o slide do outro. Dá a opção de criar notas, baixar um mp3 com o áudio das aulas, dentre outras opções que não achei tão úteis. Talvez sejam para você.

3

Na janela onde vemos os vídeos, o conteúdo de texto e os questionários, há um cabeçalho com ícones que oferecem várias opções. Algumas delas são: criar notas, colocar um marcador, acessar um fórum de dúvidas (nesse fórum você não pode postar, lá são listadas algumas dúvidas comuns e suas respectivas respostas), acessar o fórum real (mais sobre ele depois), acessar um sistema de chat de ajuda… Não usei quase nenhuma dessas opções e as que usei não há muito o que se falar, como por exemplo o sistema de criação e armazenamento de notas que é bastante simples e um pouco falho (não me deixou salvar as anotações feitas com símbolos como , o que deve ser uma medida de segurança, claro, mas limitou as notas).

Os questionários no fim das aulas são bastante úteis, principalmente quando as provas se aproximam. Achei um ótimo método para revisar os assuntos de forma prática. Além de que, as questões que você encontra nos questionários, são bem parecidas com  as que irá encontrar nas provas.

Em determinado período do semestre são liberados os simulados. Há dois deles, na verdade. Um é sobre as aulas 1 a 5 e o outro, como você pode imaginar, da 6 a 10. São também ótimas ferramentas para se treinar para as provas, já que o modelo dos mesmos são idênticos ao das avaliações.

Ao contrário do que imaginei, todo o conteúdo oferecido online foi suficiente para que eu aprendesse os assuntos necessários para me dar bem nas provas. Achei que teria que passar um bom tempo pesquisando online, vendo outras aulas e etc, mas isso só aconteceu uma única vez só porque eu precisava ouvir uma explicação diferente da que o professor dava.

Os temidos fórums de interação

Digo temidos porque, como qualquer calouro pouco sociável, me senti um pouco ansioso em ter que me relacionar com os outros seres humanos. Ainda pior foi o fato da participação nos mesmos ser obrigatória! Essa interação com alunos e professores vale 2 pontos na média final. E não são 2 pontos extras, a avaliação em si vale apenas 8 pontos.

E eu achando que o EAD ia fazer com que me livrasse das interações… Mesmo assim, melhor que uma sala cheia, certo?

bragging-about-being-an-introvert-is-the-newest-form-of-attention-whore-36634

Eles dividem os fóruns de cada cadeira em 4. Há o fórum A (da aula 1 a 3), B (aula 4 e 5), C (aula 6 a 8) e D (já percebeu onde isso vai dar, né?). Você pode participar de todos, mas sua participação só será julgada e pontuada em 2 deles: o A ou o B, e o C ou o D. Confuso? Calma…

Se você participar do A, o professor irá avaliar suas respostas e etc. Você está liberado para participar do B, mas suas interações não serão pontuadas. Elas só irão novamente valer algo no fórum C, ou no D, caso escolha não participar do C.

A avaliação é feita mediante estrelas. O professor pode te dar de 0 a 5 estrelas em uma postagem. 20 estrelas valem os 2 pontos. Mas é bom ficar ligado, já que 13 já vale 1,5 pontos, e 9 já te dão 1 ponto. As vezes nem vale a pena correr atrás das 20, né?

Mas confesso que, após terminar esse semestre, percebi o quanto é fácil ter sua participação nos fóruns valorizada o suficiente para conseguir as 20 estrelinhas.

Normalmente, no primeiro post do fórum, há as regras e blá blá e, logo depois, o professor faz um questionamento sobre os assuntos das aulas. Eles prezam bastante que, além de dar uma resposta coerente, você cite fontes. CITE FONTES! Já perdi valiosas estrelinhas por ter respondido a um questionamento apenas usando o que veio da mente. Quando o professor cobrou fontes, inventei que tinha pego de uns três sites e coloquei os links. Tudo pelas benditas estrelas. Psiu! Não conte a ninguém.

Professores nos fóruns. Professores nos fóruns.

Eles prezam muito também que se interaja com os coleguinhas. Se aproveite quando alguém postar alguma dúvida ou postar uma informação incompleta. Capitalize na cabeça dos pobres! HAHA. Zoeira. Quer dizer, você ganha as estrelas e ainda ajuda os coleguinhas. Que mal tem se todo mundo ganha? (essa frase se parece com algo que alguém mal falaria tentando se convencer que é boa coisa) E no fundo vale a pena ajudar a galera. Das poucas pessoas que conheci, a maioria foi bastante legal.

Você pode ignorar os fóruns A e B e apenas ir buscar as estrelas em um dos dois últimos fóruns (como o preguiçoso que vos fala fez) mas não vale a pena. É bem mais dificil consegui-las em um único fórum. Não seja preguiçoso e vá interagir! Não tenha medo, ninguém por lá morde. Até porque vocês não estão pessoalmente juntos.

E como estudar sem professor? Como administrar o tempo? Fudeu! Não consigo!

A maioria se pergunta isso antes de embarcar no EAD. Até me perguntei no começo. Mas fiquem tranquilos, não há drama.

37503813 Também não será bem assim.

Claro que tudo irá depender da sua capacidade e força de vontade. Não esqueçam que as pessoas que escolhem fazer o curso presencial passam umas 4 horas por dia em sala de aula durante 5 dias por semana. 20 horas de estudo por semana.

Não quero me gabar por ter precisado de menos e por ser foda, bjs (primeiro período é mamão com açucar), mas daí você pode imaginar, em média, quanto tempo será preciso para seus estudos. Não há almoço grátis, rapaz. Aproveite que com o EAD é possível escolher quando e onde pagar essas 20 horas de estudos semanais. E tudo irá depender da qualidade das suas horas estudantis. As vezes em 1 hora se produz mais conhecimento que em 4.

Ha, sem falar que, logo no inicio do semestre, recebi mais de um email dos professores com dicas e sugestões de quando e em que intervalo acompanhar os assuntos. Achei realmente útil, pois tive uma ideia se estava atrasado ou adiantado nas matérias. Não criei um plano de estudos fixo, apenas usei as datas indicadas pelos professores como prazos. Por exemplo, no dia 31 de maio eu deveria estar vendo a aula de número 7. Se chegasse nessa data e ainda não tivesse absorvido todo conteúdo até a aula 6, saberia que precisava adiantar o passo. Se antes dessa data já estivesse querendo ir a aula 8, segurava as rédeas para não acabar com os assuntos muito antes da chegada das provas, pois queria manter tudo fresco na mente.

Foi tudo bem simples e sem correria. Respeitei os prazos e cheguei pronto na hora das avaliações.

E as avaliações? Como faz?

Faz no computador, oras.

Para as avaliações, é necessário marcar o horário e dia que lhe for conveniente (há um calendário com datas disponíveis e uma data de início e encerramento desse agendamento) para comparecer ao seu campus. É lá que eles terão um laboratório com computadores prontos para que você seja avaliado.

Ou pensou que ia fazer em casa no próprio computador e já planejava pagar alguém para fazer o serviço, rapaz?

Claro que os dias disponíveis para escolha se esgotam. E esgotam mesmo! Se quiser ter opções, escolha e agende os dias no primeiro dia que essa opção estiver disponível.

No inicio estava bastante assustado com o potencial de dificuldade que elas poderiam apresentar, mas me acalmei assim que fiz a primeira prova. Haviam duas questões discursivas e oito objetivas em todas elas. Nada super foda ou algo que não tenha estudado. Então relaxe sobre essa parte do curso que, caso estude e leve a sério (as vezes nem precisa levar a sério), irá se formar (falou o cara que vai começar o segundo semestre).

Sobre o estado do laboratório em geral e a organização, creio que vá depender do seu campus. Sobre o meu, não tenho do que reclamar. Fui bem atendido e não tive nenhum problema.

Conclusão

Estou muito satisfeito com o curso! Mesmo assim, EAD não parece ser para todos. Ouvi bastante gente, bastante mesmo, chorar sobre não conseguir acompanhar ou assimilar os assuntos. Muita gente fala que fazer um curso superior a distância é tão díficil ou até mais do que um curso presencial, mas parece que poucos acreditam e entram num curso desses achando que conseguem estudar em uns sábados por semana e se sairem bem. Também há aqueles que sentem a falta do professor na sala de aula ou que não conseguem ter disciplina. O curso a distância é feito para um perfil especifico de aluno. Não dá para levar com a barriga.

É simplesmente necessário que se goste de estudar sozinho. Que se tenha a disciplina necessária e as horas disponíveis. Que não se leve com menos seriedade só porque é possível entrar na aula e deixar uma janela do facebook do lado.

Aprenda o assunto das 10 aulas ou ignore 1 que acha chato demais e torça para não cair na prova e não esqueça dos fóruns e nem os simulados. Os passos são simples de serem visualizados, aguente o trabalho que é coloca-los em prática e pronto.

Bonito mesmo seria que, depois desse textão e discursos, eu me fodesse bonito no segundo semestre.