[ Inicio ] [ Hacking ] [ CTFs ] [ Rant ]
.:: Brenn0 Weblog ::.

Título : Locke (Filmes que eu mandaria você ver
Autor : brennords
Data : 21/02/2015
            

Ivan Locke, um dedicado homem de família e bem sucedido diretor de obras, recebe um telefonema na véspera do maior desafio de sua carreira que desencadeia uma série de eventos que ameaçam sua cuidadosamente cultivada existência.”

E com esse tipo de sinopse misteriosa que sempre me atrai, Locke é apresentado.

Um drama de 85 minutos diferente de tudo que já vi é a indicação que lhe trago hoje.

[caption id=”attachment_1135” align=”aligncenter” width=”570”]locke-movie-poster-570x427 Clique na imagem para ver o trailer.[/caption]

Não serei aquele cara chato pseudo-intelectual que dirá que esse filme não é para todos, mas serei o amigo que dirá que ele não será tão atraente para fãs de ação, tiros e explosões. Se você provavelmente quer só relaxar e dar umas risadas, claro que não irá ver um drama, muito menos um em que todo o filme se passa dentro de um carro e você só verá um único ator.

Sim, é isso mesmo: o filme inteiro se passa dentro do carro de Ivan Locke, o homem bem sucedido descrito na sinopse. Consegue acreditar quando digo que esse fato torna toda experiência cinematográfica ainda mais foda? Pois acredite.

Tudo se inicia a noite, quando Locke deixa o canteiro de obras em que trabalha e entra no seu carro. Ao invés de voltar para casa como supostamente faria todos os dias, faz uma ligação misteriosa e diz:

Estou a caminho, estarei aí.

No decorrer da história iremos entender tudo.

Fazendo ligações para sua família e trabalho enquanto dirige para o seu destino, Ivan irá nos fazer pensar sobre vários assuntos. Acredito que essa parte seja uma experiência bem pessoal, mas iremos poder refletir sobre as fragilidades da vida, nossas vontades de controlar tudo, o que nos prende e nos faz agir da forma que agimos… Enfim, uma caralhada de coisas que provavelmente vai mudar um pouco de espectador para espectador.

Locke

Como encaramos nossa vida tem relações com traumas passados que muitas vezes ignoramos? Não gostamos de reconhecer a fragilidade do que nos rodeia e ignoramos o fato da vida ser algo tão instável que tem maneiras (as vezes terrivelmente) irônicas de virar de cabeça pra baixo?

É fácil se ver no lugar do personagem principal, é fácil entendê-lo. Afinal, ele é um homem, uma pessoa comum como você ou eu.

É um filme que realmente faz pensar. Tanto que eu até já havia escrito outra postagem, mas depois de vê-lo hoje no Netflix, resolvi que valeria a pena escrever.

"De alguém que parece ter feito tudo certo. Em cuja vida há um festival de tensões. Fica óbvio o conflito latente nas relações entre trabalho e família. Que ele soa como o mais controlado dos homens, enquanto reprime, engole e armazena as piores emoções. Que carrega traumas antigos no banco de trás do carro."

Ha, e o filme ainda foi muito bem recebido pelos críticos. Pode sacar no Google se não acreditar.

O que está esperando para dar uma sacada no Netflix ou pegar seu torrent dar seu jeito de assistir?